No dia 16 de outubro aconteceu a primeira Capacitação sobre Licenciamento Ambiental para as comunidades do Beco, Cabeceira do Turco, Turco e Sapo, incluindo os representantes da Comissão de Atingidos destas comunidades, todas pertencentes ao município de Conceição do Mato Dentro. A ideia da capacitação surgiu da necessidade de desmistificar fatores que influenciam diariamente a vida destas comunidades. A ATI 39 foi contratada por determinação do Ministério Público devido ao processo de Expansão da Mina do Sapo pela empresa Anglo American. 

Projetos desta magnitude envolvem uma variedade de instituições e licenças, incluindo o Licenciamento Ambiental, que é um instrumento de prevenção e fiscalização no qual o órgão responsável, neste caso específico a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (SEMAD – MG), licencia a implantação de empreendimentos ou atividades que possam causar poluição ou degradação ambiental.

O evento foi conduzido com o auxílio das engenheiras florestais Manuela, da Coordenação Geral, e Juliana, Coordenadora da Equipe do Meio Físico Biótico da Assessoria Técnica Independente 39 (ATI 39). Os participantes mostraram-se interessados e engajados, foram levantadas muitas questões acerca dos problemas que estão sendo enfrentados pelas comunidades, principalmente em relação aos danos causados pela poeira, e a poluição e escassez da água que chega até eles, que tradicionalmente contavam com suas nascentes.

A Capacitação foi dividida em duas etapas com a participação de todas as comunidades, e posteriormente uma reunião em cada uma das quatro localidades, quando os técnicos e os moradores irão analisar conjuntamente as condições socioambientais de cada território e suas particularidades.