Entre as pesquisas finalizadas neste semestre pela Assessoria Técnica Independente (ATI) da região 3 está a primeira etapa do estudo de solos. Sob responsabilidade da Gerência Socioambiental, esse estudo prevê a análise das possíveis alterações na qualidade do solo que podem ter sido ocasionadas pelo rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho. 

 

Foto: Marina Ferreira – município de Esmeraldas

As coletas aconteceram entre os dias 3 e 20 de novembro de 2020 através da empresa Tommasi Ambiental, que foi contratada pelo Nacab. Três equipes da empresa, acompanhadas por analistas no Nacab e sob orientação da Gerência Socioambiental, visitaram todo o território 3 para coletar as amostras. “A ação só foi possível devido ao envolvimento e apoio das comissões de atingidos de todos os municípios. Foram dias de trabalho árduo, e que com certeza irão gerar resultados importantes para o território”, afirma a Engenheira Florestal e especialista a frente do estudo, Dayane Lopes.

No total, foram coletadas amostras de solo em 169 pontos, sendo 139 deles em áreas diretamente afetadas ao longo da calha do rio Paraopeba e 30 em áreas naturais aparentemente não afetadas, às margens dos rios contribuintes em toda a Região 3. 

É importante lembrar que as áreas para coleta foram selecionadas a partir de dados oficiais de geologia do Serviço Geológico Brasileiro (CPRM, 2014), tipos de solo da Fundação Estadual do Meio Ambiente (FEAM, 2010) e levando em consideração fatores como altitude ao longo da calha, quantidade de edificações na área e número de pedidos por comissão. A proposta de amostragem foi construída com orientação de especialistas da área de solo e validada em reunião com a Rede de Atingidos(a) da Região 3.

 

 

Próximos passos do estudo

A análise dessas amostras coletadas está em andamento. A empresa entregará resultados parciais das análises para o Nacab no final de dezembro, e a previsão de entrega do relatório final contendo a interpretação de todos os resultados é no início de fevereiro. Assim que os resultados estiverem prontos o Nacab organizará a devolutiva para que as comissões e todas as pessoas atingidas possam ter acesso às informações para discutirmos juntos os encaminhamentos.

 

Texto: Assessoria de Comunicação Nacab ATI R3